.


15 de outubro de 2012

>Dando uma pausa

A partir de hoje estarei dando uma pausa nos blogs para um descanso. Assim que eu puder voltarei!

Agradeço a compreensão dos leitores.

12 de outubro de 2012

>Casal de Formigas

Formiga é um município brasileiro do estado de Minas Gerais, está situado na Região Sudeste do Brasil e na região centro-oeste do Estado. E a história do município, com referencia ao surgimento do nome, é um pouco confusa, porém, reza a lenda que a origem do nome deriva de um censo comum entre os tropeiros, os quais, durante o ciclo do açúcar, carregavam seus imensos fardos  do produto e, para descansar pousavam sempre às margens do rio que hoje corta a cidade. 

Certa vez, um dos carregamentos foi atacado por correições de formigas (vídeo) e os tropeiros tiveram um enorme prejuízo. A partir de então, para conhecimento de outros que por ali pernoitassem, o local ficou denominado de Rio das Formigas, para que os viajantes que por ali pousavam tomassem precauções contra os possíveis ataques dos insetos. Como podemos ver, aqui começa a surgir o inicio daquilo que seria mais uma cidade brasileira. Isso mostra que todos os nomes, na maioria das vezes tem uma história as vezes curiosa e engraçada.

E isso rende outras boas histórias. E assim fiquei sabendo que dois casais de  amigos  resolveram aproveitar as ferias e viajar juntos. Um dos casais morava em uma cidade do estado de São Paulo, enquanto o outro casal era exatamente da cidade mineira de Formiga - MG. Ficou acertado que o casal mineiro chegaria primeiro ao hotel, na verdade um lindo e luxuoso Resort, enquanto o casal paulista, por motivos de compromissos, chegaria um dia depois.

Quando o casal paulista chegou no referido Resort, o amigo estava ansioso para o encontro. As mulheres não se conheciam, os únicos que tinham contato era os dois amigos. Chegando na portaria, o amigo paulista foi logo perguntando na recepção para a simpática atendente se ali naquele hotel tinha um casal de formigas, o que foi negado de imediato. A moça respondeu que naquele ambiente não existia tal inseto, que o casal poderia se hospedar e ficar tranquilo, que todos os ambientes, apartamentos e suítes ali eram dedetizados, no minimo, a cada seis meses.

O casal paulista insistia que naquele lugar tinha um casal de formigas, só não sabia em que suíte se encontrava. Era seus amigos e havia marcado um encontro naquele lugar. Diante da insistência, e cada vez entendendo menos a situação, a recepcionista chamou o gerente do lugar que depois de uma boa conversa foi desfeito o mal entendido, até porque o mesmo era um autentico formiguense. percebeu que o casal paulista, na verdade, se referia a um homem e uma mulher da cidade mineira. O respeitoso gerente foi um dos muitos mineiros que um dia em busca de se realizar profissionalmente resolveu deixar sua formiga para prosperar como gerente geral de um belo Resort, o mesmo sempre zelava para que o local fosse considerado de alto padrão, não aceitava que  insetos nenhum invadisse seu hotel, formiga menos ainda.
(a) J Araújo

5 de outubro de 2012

>Eu, o tempo e a saudade

Imagem J Araújo
Não quero ficar somente lamentando o tempo perdido. Estou cada dia procurando o caminho que me leva a Deus. Elevando meus pensamentos, tenho saudade da infância, das brincadeiras, da inocência que tinha quando criança. O tempo passa mas não esquecemos o que todos nós fomos um dia . Mas tudo isso já ficou  em um passado muito distante, porém tenho vivo na memoria o passado de ontem como se fosse hoje.  Rebuscando lá no fundo do baú  a gente sente que tudo foi realidade revestida de sonhos.

A saudade é como uma ferida mal cicatrizada, de vez em quando ainda dói ,uma  noite essa tal saudade sem aviso,  silenciosa bateu em minha porta onde o vento zumbia como anunciando um outro dia tristonho, recebi a saudade e ficamos relembrando os momentos mais importantes da minha vida que passava como em um filme produzido em preto e branco. Cenas arquivadas  deixou meu coração palpitando  alegremente em alguns momentos.

Para minha surpresa, hoje, meu coração dizia que a saudade é também parte dos sentimentos que nos conduz aos lugares  ou pessoas que um dia já fizeram parte da nossa jornada. Espero com ansiedade a chegada de uma nova primavera onde as flores com seus coloridos que enfeitam os caminhos por onde passo, sem no deixar de ter saudade.

Quando chega a primavera liberto-me das noites frias do inverno que chega ao fim. Prometendo retornar no próximo ano. Minha saudade no entanto não tem tempo certo de voltar, a qualquer momento pode bater a porta do meu coração que insiste em deixa-la entrar. A saudade tem a chave e sabe como ninguém penetrar nas entranhas da alma produzindo a sensação de que tudo não passa de miragem, com isso, não quero  ignorar o passado,  mas   deliciar cada minuto do  presente mesmo com saudade.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...