.


23 de junho de 2013

>Quanta maldade

Quanta maldade! Acredito que não chega a tanto, estou me referindo à imagem  que ilustra a postagem  que está percorrendo a internet  onde aparece a presidente Dilma Rousseff em um campo de futebol vestida com a camisa da seleção brasileira sendo expulsa de campo. Ela está fazendo  um bom governo continua com a mesma  política  econômica implantada no governo de FHC, (Fernando Henrique Cardoso) com pouca diferença. 

Sabemos que o Brasil não vai lá tão bem o quanto o governo quer nos mostrar. A inflação que estava só batendo na porta já entrou de vez na casa do povo brasileiro. Porque na verdade, quem realmente sente o peso dos preços é aquela dona de casa que encara as gôndolas do supermercado. Os preços de muitos produtos estão nas alturas enquanto o salário do trabalhador não acompanhou, como sempre, a alta dos preços.

Isso não é motivo para desespero, mas deve servir de alerta para a área econômica de o governo cortar gastos.  Os últimos acontecimentos em que o povo saiu para as ruas das pequenas e grandes, cidades do Brasil deixaram claro para os governantes que os tempos mudaram esse mesmo povo, que antes engolia calado tudo que vinha de cima já não aceita mais as velhas atitudes.

No momento a luz vermelha está acesa mostrando a insatisfação do povo com a corrupção e os desmandos praticados pelos governantes, que a partir de agora deve deixar a luz amarela como alerta. O estopim foi aceso e somente vai ser apagado depois que o Congresso Nacional, passar a ouvir a voz das ruas antes de apresentar propostas polêmicas como a PEC 37, por exemplo, que tira o poder de investigação do MP (Ministério Público). O recado foi dado, esperamos que os verdadeiros destinatários, os políticos tenham recebidos e repensem suas atitudes a partir de agora.

(a) J Araújo

14 de junho de 2013

>Se não temos asas, voamos com asas alheias


Imagem/J Araújo
O homem sempre foi fascinado pelo espaço e sua vontade de voar já vem desde os primórdios da civilização. No momento em que escrevi este texto estava voando do Aeroporto de Viracopos para o Recife com escala em (Confins), Belo Horizonte que acabou se transformando em conexão. Saímos de BH, estamos a 11.700 metros de altitude, daqui de cima podemos sentir ainda mais a beleza desse nosso planeta tão judiado pelo homem com sua marca registrada, na maioria das vezes, a destruição.

O homem já tentou imitar os pássaros, a lenda de Ícaro registra o fato, mas como não somos pássaros, naturalmente, não temos asas, dependemos de asas alheias, no meu caso e mais 155 seres humanos estão utilizando as asas da empresa aérea Gol, eu particularmente pela primeira vez, em vista das outras em que voei está reprovada.

Nosso pássaro de aço atrasou levantar voo, não por problemas estruturais, mas por pura incompetência do homem. Mesmo com todos os percalços estou a 11.700 metros de altitude, e temos fé em Deus que chegaremos ao nosso destino. O tratamento que a Gol dispensa aos seus passageiros é de doer, nunca o que ela promete consegue cumprir.
Ouvi muitos passageiros reclamando, principalmente com referencia a comunicação e as atitudes da empresa tomada de ultima hora. A passagem comprada com toda comodidade via internet com horário, numero de poltrona e outras informações. No caso dos assentos eles ignoram completamente sua escolha, essa empresa precisa melhorar muito e respeitar mais o consumidor.
(a) J Araújo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...