.


31 de dezembro de 2015

>Um ano para quebrar barreiras

Amigos, mesmo não conhecendo a todos pessoalmente, tenho o maior carinho por cada um que passam por aqui. E mais ainda àqueles que deixam um comentário, seja criticando ou elogiando, todos são bem vindos ao meu humilde espaço que durante todo esse tempo administrei com muito carinho. Desejo a todos muito saúde, paz e felicidade.

Não importa quantas pessoas tenha na fila para me abraçar e desejar para que eu tenha um Feliz Ano Novo. Não importa que o seu abraço tenha sido o ultimo. Guardarei, sim comigo, como o ultimo de muitos que no futuro seja lembrado em primeiro lugar. Até porque tem um velho ditado que diz: “os últimos serão os primeiros”.

Que a paz possa estar sempre presente no meu, no seu, em nossos corações, não somente no ano que ora se inicia, mas sim em todos os momentos de nossas vidas.

Que o ano de 2016 seja o mais próspero de todos; porque o Criador de todas as coisas não quer nos ver tristes. E para que possamos brilhar, com certeza, estaremos sempre precisando dos raios da luz divina sobre nossas cabeças.

E somente Deus em sua infinita bondade pode estar nos abençoando em cada momento. Por que para triunfar precisamos DELE para segurar em nossas mãos e nos guiar em seu caminho de luz.

Que foi um ano difícil isso todos nós não temos dúvida nenhuma. Esperamos melhores dias no próximo ano de:

FELIZ 2016!!

(a) J Araújo

26 de dezembro de 2015

>Um osso chamado Brasil

Tinha um grande osso. E vários cães sentido o cheiro, procurava de onde vinha. Ah, pra chegar nesse osso precisava do aval da população que tinha sobre o seu poder a coleira que os prendiam. Uma fêmea dos cães que fazia parte da matilha, muito esperta, começou a latir apoiada pelo cão-mor que naquele momento tomava conta do osso. Mesmo assim precisava agradar aqueles que segurava a coleira. E não é que conseguiu convencer. Com isso impôs a sua vontade. Sabendo que o osso ainda tinha muita carne a maioria dos outros cães começou a apoiar a ideia. Um dia também podia roer daquele osso.

Estamos passando por um momento difícil, tanto econômico quanto político, o país está afundando a cada dia que passa, e os governantes (i) responsáveis não quer largar esse osso chamado Brasil. A todo o momento é descoberta mais uma falcatrua dos nossos políticos. Quando ocorre de alguém sair quem está substituindo também tem um passado nebuloso.

A Polícia Federal nunca trabalhou tanto, colocando essa corja atrás das grades.  Apesar dos pesares, vejamos os aspectos positivos: - pela primeira vez na historia do país estamos passando a limpo o Brasil a limpo nos livrando dos corruptos (principais), presidentes, ex-presidente, deputados, senadores, etc. precisamos aplaudir o lado positivo de tudo isso. A operação “Lava Jato” nos expôs a podridão por trás do poder. E isso nos dá esperança de saber que um dia pode melhorar. Nenhuma mal dura para sempre.

Estamos vemos que o Brasil está nas mãos de uma “quadrilha” qualificada, mesmo assim aos poucos estão sendo desvendados os segredos aos menos atentos sobre as coisas que acontece ao seu redor. Os porcos, os cães e todos os demais mamíferos deixam rastros por onde passam. Agora precisam os caçadores (diga-se, Policia Feral) montar as arapucas para prendê-los mesmo que não seja de uma só vez. 

Tanto se fala em falta de verba pra isso e para aquilo enquanto milhões e milhões de dólares são desviados para contas particulares dos nossos políticos. É tanto dinheiro que dificilmente ouvimos falar em R$. Eles falam em 5 milhões de dólares como se estivessem falando de 5 mil reais. Enquanto isso a saúde, a educação, a segurança no país está um verdadeiro caos. Perdemos toda nossa esperança nesses homens.  Vamos colocar nossa esperança em Deus.
(a)  J Araújo 

25 de dezembro de 2015

>ENFOC Bauru

Aqui os momentos de descontração do Encontro Nacional de Famílias e Obreiros Cristãos (ENFOC) 2016), em Bauru, SP

Foram momentos maravilhosos que passamos em comunhão com irmãos de várias localidades. Enquanto o mundo pulava carnaval, estávamos aprendendo mais da Palavra de Deus.

18 de dezembro de 2015

>Refletindo sobre o Salmo 23

No momento em que a humanidade passa por grandes turbulências e o noticiário nos deixa cada vez mais desanimados com as falcatruas que o homem apronta em quase tudo que põe a mão.  No Brasil não é diferente, estamos vivendo momentos de incertezas onde cada um defende-se como pode. Preferi deixar o assunto política de lado e focar  no Salmo 23.

O Salmo 23 é um dos mais conhecidos da Bíblia. Logo no primeiro versículo, temos lá, *“O Senhor é meu pastor, nada me faltará”.* No versículo dois... "Faz-me  repousar e me conduz a águas tranquilas". Que maravilha! No terceiro versículo diz..."restaura o vigor e me guia nas veredas da justiça". No versículo quatro diz que:  "mesmo que eu andar no vale de trevas e morte o teu cajado e tua vara me protegem". 

No versículo cinco disse que "O Senhor prepara um banquete a vista dos meus inimigos". E finalmente no versículo seis; “Sei que a bondade e a fidelidade me acompanharão por todos os dias da minha vida”. Quanta hipocrisia daqueles que acham que tendo o Senhor como pastor nada irá lhe faltar. Aquele que julga ser o Senhor o seu pastor será que está fazendo por merecer? Se ele é seu pastor, o que você tem feito por Ele? Supondo que todo servo deve ser submisso ao seu Senhor. O servo como a própria palavra indica significa pessoa de serviço, ou escravo, isso mesmo! Escravo.

A partir do momento que escolho o Senhor para ser o meu pastor, devo seguir os ensinamentos desse Senhor.  E esse Senhor aqui é Deus, é dele que estamos falando. Em primeiro lugar, colocar a vontade de Deus e não a minha. Se ele é seu pastor, você deve se colocar no lugar da ovelha e não querer escolher o pasto. E, a verdadeira ovelha conhece e obedece ao seu pastor, conhece até a sua voz e não desvia do caminho daquele que a pastoreia.

O mundo está cheio de sofrimentos e pessoas derrotadas por não conhecer; tem muitos que ouve a palavra, mas não guarda a mensagem.  Tem muitos que conhecem a palavra de Deus, porém insiste em não andar nos caminhos do Senhor; querem trilhar seu próprio caminho; com certeza, se não mudar vai continuar na derrota. Está escrito, não é da vontade de Deus que ninguém sofra.

"Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. (Romanos 12:2) aquele que se amoldar com as coisas desse mundo não está agindo de acordo com a palavra de Deus. E o povo que segue a Deus se torna forte e realiza proezas saindo sempre vencedores.  

A bondade e a misericórdia hão de seguir aqueles que se colocarem como verdadeiras ovelhas. Obedecendo a Palavra de Deus transmitida pelo seu filho Jesus Cristo,  habitaremos um dia na casa do Senhor. “Não se perturbe o coração de vocês”. Creiam em Deus; creiam também em mim. Na casa de meu Pai há muitos aposentos; se não fosse assim, eu lhes teria dito. Vou preparar-lhes lugar. E se eu for e lhes preparar lugar, voltarei e os levarei para mim, para que vocês estejam onde eu estiver. João 14:1-3)

Não seja egoísta em querer Deus só pra você, fale do seu amor para todas as pessoas, mostrando que Ele enviou seu único filho Jesus Cristo para morrer na  cruz  para salvação de todo aquele que nele  crê e for batizado será salvo. (Marcos 16:16). Se você não buscou Deus ainda, está esperando o que? E pra isso, Jesus está pronto a receber a todos que o procura para ser seu elo com o Deus Pai. Ele disse: aquele que busca acha; aquele que bater a porta abrirá. O que você está esperando? Amanhã poderá ser tarde demais!

J Araújo

*baseado em Salmo 23


11 de dezembro de 2015

>Identidade perdida

Imagem: Arquivo pessoal
Estava lendo há algum tempo, um artigo,  em um jornal falando sobre pessoas que passam a vida perambulando pelas ruas dos grandes centros urbanos dormindo em baixo de pontes, viadutos e marquises de lojas. Também são vistos em praças públicas nas noites de verão.  São pessoas que foram esquecidas pela sociedade.  O jornal citava o exemplo de um senhor que havia falecido em novembro do ano passado às margens de um córrego de uma grande avenida da cidade.  Esse senhor desconhecido pelas autoridades após sua morte o cadáver foi recolhido e encaminhado para o necrotério municipal onde ficou a espera que alguém reclamasse seu desaparecimento, porém, passados seis meses não apareceu ninguém que se interessasse pelo mesmo.  

Foi sepultado como indigente devido à falta de documentação que provasse sua identidade. Não apareceu quem quer que seja, ficou sem amigos, sem família, na verdade, sem dignidade.  O caso desse senhor serve apenas para ilustrar bem a maioria dessas pessoas que perambulam pelas ruas, a maioria delas envolvidas com álcool e drogas na ilusão que essa atitude vai melhorar ou fazer com se esqueça o mundo em que viva. No cemitério, não havia quem chorasse sua falta, como acontece na maioria dos velórios e enterros de pessoas que arrastam dezenas, às vezes centenas de acompanhantes para uma despedida final.

No lugar onde deveria constar um nome, apenas a palavra desconhecido, aparece em uma cova rasa, sem flores e  mais nada que possa indicar que ali também tem repousado um ser humano que nasceu, viveu e morreu sem deixar nenhuma história escrita. Segundo os funcionários do local,  muitas vezes, são enterrados de uma só vez dezenas de pessoas que não havendo reclamação dos cadáveres acabam sendo levados a um local especifico para esse tipo de sepultamento. Assim como sua vida seus pertences também foram esquecidos e deixados em baixo da ponte onde morava; um colchonete, um cobertor desses mais barato e um pedaço de plástico que, provavelmente, o mesmo usava para se proteger do frio. Pessoas que morrem nas cidades sem identificação são enterradas em um minuto sem nenhum ritual e com a presença apenas dos coveiros. São sepultados sem oração ou despedida. Vivem e morrem como anônimos.  
(a) J araújo


4 de dezembro de 2015

>Autoridades tentam enganar o povo com segurança pública

Imagem da web
Tem se falado muito em segurança e Campinas e região não foge a regra. Os crimes estão pipocando em todos os lugares, periferia ou não, claro que as regiões periféricas são sempre as mais afetadas pela falta de um policiamento preventivo mais efetivo .  Segundo consta, hoje a cidade tem menos policiais do que tinha há vinte anos atrás.  A cidade foi palco de vários crimes que chamou a atenção do Brasil, e um deles foi a morte do prefeito Antonio da Costa Santos, o (Toninho) ocorrido em 11 de setembro de 2001, justamente no dia que ocorreu o maior ataque terrorista da história americana.

O crime onde a maior autoridade (o prefeito), foi a vítima  até hoje não foi esclarecido totalmente. A família já recorreu todas as instâncias governamentais e não conseguiu convencer as autoridades de Brasília que o crime tem motivação política.  Enquanto isso as autoridades locais colocaram a culpa na quadrilha de Wanderson Nilton de Paula Lima, (o Andinho) que até hoje se encontra preso por outros crimes em um presidio de segurança maxima no interior do Estado.

Falando em segurança pública, o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou e vem anunciando que irá criar, ou melhor, criou a Segunda Delegacia Seccional na cidade.  Foi inclusive motivo de propaganda eleitoral do partido na televisão. Só que para criar a referida delegacia resolveram desativar vários distritos policiais, os da  periferias da cidade é claro! O povo chiou e o governou voltou atrás deixando os mesmos do jeito que estava. O 3º DP (Distrito Policial), que fica no bairro Chapadão, região nobre da cidade não foi incluído na lista dos desativados qual será o critério e a explicação para isso.

A nova sede da seccional aqui vai ficar a 7, 9 km do DP que atende moradores do Ouro Verde. Delegacia integrará quatro distritos policiais que serão fechados em Campinas, o prédio está alugado para o Estado por um período de três anos.

"Fora das regiões do Campo Grande  e Ouro Verde – as principais da sua área de cobertura -, o prédio que sediará a Segunda Delegacia Seccional de Campinas (SP), no jardim Londres, ficará a 7,9 quilômetros do 9º Distrito Policial, delegacia que atualmente atende a estas regiões. O 9º DP é um dos quatro distritos que serão desativados e integrados à nova unidade.

A escolha também causará reflexos para quem usa transporte público. Em relação ao Terminal Ouro Verde, que recebe pelos menos 65 mil usuários, o 9° DP está localizado a 650 metros. A nova seccional ficará a 7,4 quilômetros da estação. Passado mais de um ano a Segunda Delegacia Seccional não tem seu quadro completo, falta pessoal e nada mais é que um plantão policial 24 horas. 

A maior distancia, de 11,2 quilômetros, será entre a seccional e o 8º DP, na Vila Padre Anchieta. Moradores que até então recorre ao 6º DP terão de andar no mínimo 4,3 quilômetros, enquanto o prédio do 11° DP, no Jardim Ipaussurama, está a 2 quilômetros da nova unidade de segurança". Se a bandidagem já dava as cartas em alguns lugares imagina quando a transferências dos distritos policiais se consolidarem. O governador Geraldo Alckmin (PSDB), acha que está fazendo uma grande coisa e, o pior, o prefeito Jonas Donizete, (PSB), também acha. 

Só a população não vê assim. Na verdade o povo dessa cidade está sendo enganado. Melhorar a segurança da cidade, o ideal seria criar a nova seccional, equipa-la com toda infraestrutura e claro, não fechando os distritos citados para criar a mesma, isto sim, seria tratar a segurança pública com seriedade e não brincar de faz de conta.

(a) J Araújo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...