.


28 de junho de 2015

>Reajuste de pedágios será definido amanhã

Arquivo pessoal
O consumidor que se prepare. Viajar vai ficar mais caro a partir de julho com o reajuste previsto na tarifa de pedágio no Estado de São Paulo, isso não reflete apenas nas tarifas, os preços dos fretes também tende a subir e quem acaba pagando a conta é sempre o consumidor final

"O reajuste nas tarifas de pedágios nas rodovias estaduais de São Paulo concedidas à iniciativa privada será de fazer definido na segunda-feira pelo governo estadual. As novas tarifas devem vigorar a a partir da zero hora de 1° de julho, conforme prevê o contrato do governo estadual com as concessionárias.  

O Estado tem 143 praças de pedágio, a maioria com cobrança nos dois sentidos. Ao contrário do ano passado, quando o aumento médio de 5,29% ficou um pouco abaixo da inflação, este ano o reajuste deve ser pelo menos igual ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que em maio estava em 8,47%. As concessionárias pressionam o governo para repor a diferença perdida no índice de 2014, um ano de eleições estaduais. 

A Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) informou que o índice será definido pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) após reuniões com as comissões técnicas do setor. A maioria das 19 concessionárias de rodovias tem o reajuste pelo IPCA, mas os contratos mais antigos são regidos pelo Índice de Preços do Mercado (IGP-M). 

Em maio, o IGP-M acumulado foi de 5,97%. No ano passado, houve variação no percentual conforme a praça de pedágio, em razão dos arredondamentos na tarifa. O reajuste efetivo oscilou entre 3,45% e 8,57%. Em São Paulo, a suspensão da cobrança por eixo suspenso dos caminhões determinada pelo governo federal após a greve dos caminhoneiros, não entrou em vigor. Dessa forma, não houve influência da medida na receita das concessionárias com os pedágios , como ocorreu nas rodovias federais. As principais rodovias do Estado de São Paulo tem cobrança de pedágios". 

Fonte: AE

26 de junho de 2015

>Tomaram posse também do estacionamento externo do Complexo Hospitalar Ouro Verde

Logo após as denúncias do jornal Correio Popular, através de uma série de reportagens, mostrando a ação dos ‘flanelinhas’ na área central da cidade de Campinas,  SP, negociando os cartões de estacionamento do sistema “Zona Azul” por preços bem acima da tabela da (EMDEC), Empresa de Desenvolvimento de Campinas,  que gerencia e fiscaliza o transito na cidade. Sem fiscalização eles deitam e rolam cobrando dos usuários das vagas sem usar os mesmos nos veículos estacionados.
Várias pessoas que exercia a função ilegalmente foram encaminhadas a delegacia onde assinaram um Termo Circunstanciado e foram colocados em liberdade. Agora, os mesmos tomaram posse também do estacionamento externo do Complexo Hospitalar Ouro Verde. Todas as pessoas que precisam parar no local para visitar alguém que esteja internado naquele hospital estão sujeitos à abordagem dos ‘flanelinhas’ que fizeram daquele trecho estacionamento particular. 
O que diferencia ali é que o proprietário do veículo não tem nenhum recibo que comprove o pagamento. A exploração de áreas públicas como se privada fosse já passou dos limites nessa cidade. Para não ter como escapar, o local está sendo explorado por no mínimo quatro indivíduos. Só falta mesmo a instalação de uma portaria de controle. Será que isso não seja o resultado da terceirização defendida pelo governo do Prefeito Jonas Donizette?

(a) J Araújo

19 de junho de 2015

>Assunto polêmico

Fotos de conclusão do Curso do Espírito Santo realizado na Congregação da Igreja de Cristo Campo Grande; Disponíveis para Downloads clique aqui

A polêmica está aí. O projeto de emenda à constituição (PEC 171/1993), ou PEC da maioridade penal como também ficou conhecida está para entrar em votação na Câmara dos Deputados ainda no mês de junho e promete muita discussão. Existem vários seguimentos da sociedade civil envolvidos na discussão da matéria. A consultora no Brasil do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Karyna Sposato, será ouvida amanhã 02/06/15, pela comissão especial criada pela Câmara para discutir a Proposta de Emenda à Constituição que sugere a redução da idade penal de 18 para 16 anos.

Coincidência ou não quando foi apresentada essa proposta de emenda constitucional um Juiz da Infância e Juventude de Montes Claros, norte de Minas Gerais, em 1993, veja o que diz o referido juiz “... depois da enésima reincidência, valendo-me de um precedente do Superior Tribunal de Justiça, determinei o recolhimento dos “pequenos” assaltantes à cadeia pública, em cela separada dos presos maiores”.

Em março deste ano, o UNICEF já se posicionou contra a redução da maioridade penal, afirmando que a iniciativa choca com a Convenção sobre os Direitos da Criança, da ONU, a Constituição Federal do Brasil e o Estatuto da Criança e do Adolescente. Em artigo publicado quando a redução foi aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o representante do UNICEF no Brasil, Gary Stahl, criticou a mudança na idade penal para penalizar os menores infratores envolvidos em crimes. Passando a responder pelos mesmos como responde atualmente os maiores de 18 anos.


Ocorre que nos USA, a prática é mais comum do que se imagina, em vários estados americanos, crianças com idade bem abaixo dos 16 anos proposto no Brasil, sendo julgadas e condenadas à prisão perpétua. No Estado da Florida, nos Estados Unidos, em 2013, Cristian Fernandez é um desses menores que foi julgado e condenado à prisão perpetua. Seria bom grado que o senhor Gary, visse crianças que já foram apresentadas com mãos e pés algemados sendo conduzidas para ser apresentadas diante de algum Juiz. Seria bom que saísse em defesa daqueles menores também. É muito cômodo olhar a sujeira no quintal dos outros e se esquecer de limpar o seu próprio quintal.

12 de junho de 2015

>Feliz "Dia dos namorados

Preferi não escrever nada, mas sim, compartilhar este texto bíblico que é um dos mais lindos falando a respeito do amor de uma maneira geral.

Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine. Ainda que eu tenha o dom de profecia e saiba todos os mistérios e todo o conhecimento, e tenha uma fé capaz de mover montanhas, mas se não tiver amor, nada serei.

Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas se não tiver amor, nada disso me valerá. O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor.

O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca perece; mas as profecias desaparecerão, as línguas cessarão, o conhecimento passará.

Pois em parte conhecemos e em parte profetizamos; quando, porém, vier o que é perfeito, o que é imperfeito desaparecerá. Quando eu era menino, falava como menino, pensava como menino e raciocinava como menino. Quando me tornei homem, deixei para trás as coisas de menino.

Agora, pois, vemos apenas um reflexo obscuro, como em espelho; mas, então, veremos face a face. Agora conheço em parte; então, conhecerei plenamente, da mesma forma como sou plenamente conhecido. Assim, permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor”.



Feliz Dia dos Namorados

>Paiol, lugar onde se guarda explosivos; só mesmo quem não conhece as tradições

Imagem: Arquivo pessoal
Simplicidade. Na verdade, isso era um "paiol", ele não existe mais. Explico. Paiol (fotos) em outros estados da federação é o lugar onde se guarda armas e explosivos. Nas repartições militares o nome já nos remetem ao depósito de armas e explosivos.

Mas em minas, principalmente, nas Serras de Minas​, tem outro significado bem mais nobre e menos perigoso. É o local onde se guarda os mantimentos da colheita anual e, mais ainda, as tralhas de uso do homem do campo.


Lá no paiol – nesse paiol a que me refiro, pra quem não sabe você vai encontrar ferramentas, arreios, canga de boi, essa já um pouco esquecida. Trocaram os bois pelo trator na maioria dos lugares. Vai encontrar também cachos de bananas, etc. 
Imagem: Arquivo pessoal

Os paióis que a maioria conhece são aqueles localizados nas pedreiras, alvo constate dos ladrões que tentam de todas as formas se apoderar das bananas de dinamites ali armazenadas para usar como explosivo e sair por aí destruindo caixas eletrônicos pelo Brasil afora e apoderar do dinheiro. Essas  não tem nada a ver com as bananas lá de minas. Afinal, nossas bananas não explodem.

Na parte de baixo do assoalho muitos muitas vezes as galinhas usam para fazer seus ninhos e criar os pintinhos. Veja como o paiol no Estado de Minas Gerais, tem várias utilidades e não é usado como os outros pensam. Muitos acham que é lugar de explosivos.  Só mesmo quem não conhece as tradições do lugar pensam assim.

(a) J Araújo

5 de junho de 2015

>A saúde pede socorro

A saúde pública, na maior parte do Brasil, está um verdadeiro caos. E em Campinas, SP não é muito diferente do resto do país, mesmo a cidade sendo referência na (RMCRegião Metropolitana de Campinas, e até mesmo fora dela. A mesma recebe pacientes de várias regiões, até mesmo de outros estados, que vem em busca de tratamento em várias especialidades, principalmente, nos Hospitais de Clínicas da (UNICAMP)UniversidadeEstadual de Campinas Celso Pierro da (PUCC), Pontifícia Universidade Católica Campinas, além do Hospital Ouro Verde e Mário Gatti, estes dois últimos municipais.

A cidade dispõe de mais de 60 Centros de Saúde, com várias carências, desde falta de médicos até mesmo a falta de medicamentos essenciais para suprir as necessidades dos pacientes. Essas unidades de saúde estão distribuídas em cinco Distritos; Norte, Sul, Leste, Noroeste e Sudoeste. Para se ter uma ideia do caos, somente o Distrito de Saúde Sul concentra 17 dessas unidades de saúde, apenas três, para dar conta de toda a demanda de esterilização das outras 14 da sua área de abrangência.


Grandes partes das máquinas que fazem o processo de esterilização dos materiais utilizados nos procedimentos nas unidades estão quebradas há muito tempo e o poder público vai adiando a resolução do problema. Isso é apenas mais um e, com certeza, coloca em risco a qualidade do serviço. Por essas razões a saúde pede socorro e coisas assim passa despercebidas da população que sente apenas os efeitos de tudo isso na hora em que necessita de atendimento.  Não sabendo muitas vezes o motivo de tanto descontentamento de muitos servidores da área.
(a) J Araújo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...