.


Mostrando postagens com marcador Crônicas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Crônicas. Mostrar todas as postagens

17 de março de 2017

Quais são as novidades ou, no que você está pensando?


Em nossa cabeça passa tantas coisas. Muitas delas com certeza, nem ousamos falar, outras fazemos questão de dizer. Outras tantas gostaríamos de gritar pra todo mundo ouvir. Nossa mente não desliga em nenhum momento enquanto estamos acordados. Mesmo assim, quantas vezes alguém já te perguntou: “O que você está pensando”? E você respondeu, em nada não! 

Duas perguntas típicas para estimular você a escrever alguma coisa sobre qualquer assunto. Notei que estas duas perguntas aparecem em duas redes sociais distintas. E elas ajudam muito as pessoas a se soltar. Quando menos se espera lá está você soltando o verbo em algum assunto específico ou simplesmente palpitando em vários deles.

A primeira pergunta de uma dessas redes sociais quer saber de nós quais são as novidades. Aí ficamos pensando: o que pra mim pode ser novidade pra você já é coisa do passado. Não importa. Conta do seu jeito, dê sua opinião, fala o que você pensa sobre o assunto. O importante é que a pergunta foi feita e alguém gostaria de uma resposta. Se ela vai agradar a todos, com certeza, não.
A segunda pergunta é mais ou menos igual a primeira. No que você está pensando? Esta é mais direta, quer saber logo seus pensamentos. Um dia resolvi responder esta pergunta que aparecia e aparece no topo da página todos os dias em uma rede social. Falei da minha irritação naquele momento, falei no que realmente estava pensando e que achava uma chatice tudo aquilo. Descarreguei toda minha indignação. No final sabe o que descobri? Era exatamente isso que o interrogador queria que eu fizesse.
(a) J Araújo

12 de janeiro de 2017

Quantos atributos

Imagem: Arquivo pessoal
                                                                           Quantos atributos

5 de agosto de 2016

>O veneno e o brilho


Resultado de imagem para cobras   Resultado de imagem para vagalume
O que tem de cobras nos perseguindo não é brincadeira!

Conta-se uma lenda, que uma serpente começou a perseguir um vaga-lume.

O vaga-lume fugiu um dia e a cobra não desistia,
Veio o segundo e o terceiro dia e nada da cobra desistir...

No terceiro dia, já sem forças, o vaga-lume parou e disse para a cobra:

- Posso lhe fazer três perguntas?

- A cobra disse claro que pode.

- Faço parte da tua cadeia alimentar?

- Não! A cobra respondeu.

O vaga-lume disse:
- Eu te fiz algum mal?

- Não! Você não me fez mal algum; respondeu a cobra.
- Então, por que você quer acabar comigo?

E a serpente respondeu:

- Por que não suporto ver você brilhar...

 “Pense nisso”!

Infelizmente, a qualquer momento, uma cobra pode cruzar nosso caminho. Esteja sempre alerta, pois o que não faltam são as serpentes querendo nos atrapalhar!


Mas, não tenha medo! Não fuja! Brilhe sempre, cada vez com mais intensidade mesmo que você esteja cercado de cobras!


29 de julho de 2016

>Meus rascunhos



Do fundo do coração...
Mesmo sem saber quem era ele te amou
O pouco que sei do amor aprendi com você

Não sou o príncipe que você sonhou
Nem o poeta que imaginava ler
Nem tenho livros editados; mas tenho rascunhos, isso eu tenho!

Nesses rascunhos, também falo de amor e saudade.
Neles também falo dos encontros e desencontros que acontecem

Fiz rascunhos, eu queria impressionar através das palavras.
Mas, quem sou eu! Estou longe de ser poeta para escrever lindas poesias pra você
Mesmo diante de toda dificuldade em expressar tão nobre
Sentimento.

Continuarei te amando à minha maneira

J Araújo
30/11/09



16 de julho de 2016

>Boca fechada não entra mosquito

Tem certas coisas que falamos sem pensar.  Precisamos tomar cuidado com as palavras que sai da nossa boca. Já dizia um velho ditado que “boca fechada não entra mosquito”. Isto não quer dizer que precisamos viver de boca fechada, isto é apenas uma expressão para nos alertar na hora de falar.

Até porque o contrario também é verdadeiro e posso aqui citar mais um ditado popular; “quem tem boca vai a Roma”, acredito que nem só em Roma, mas em qualquer outro local.  Na verdade, estou dizendo tudo isso pra dizer o quanto é importante pensarmos nas palavras proferidas. Esta semana estava eu me dirigindo para uma determinada da cidade e de repente o pneu do carro furou. Claro, tive de trocá-lo. 

Logo em seguida resolvi parar em um posto de combustível, pois o pneu trocado não estava com o ar condizente com os demais, precisava de uma calibragem.É aí que dou o fora na hora que cheguei em um posto de abastecimento. Fui logo perguntando para o primeiro frentista que encontrei se ali tinha ar. Olha só que pergunta mais idiota que fiz. 

Foi mais ou menos assim minha abordagem: Bom dia! Por favor, aqui tem ar? Acredito, que ele por respeito disse que sim. Porém, outro que não era funcionário do estabelecimento olhou pra mim com um sorriso, logo entendi a gafe que eu havia cometido. O certo seria eu perguntar se ali existia um calibrador de pneus. Mas como sempre queremos, muitas vezes, diminuir a frase. . .Então começamos a conversar e perguntei se eu era o primeiro a cometer tal deslize. Não, não é o primeiro disse ele. A maioria chega aqui falando a mesma coisa. Por aí vemos o quanto devemos tomar o cuidado com as palavras. Boa noite a todos.
(a)    J Araújo 

3 de junho de 2016

>Qual é a sua senha?


Sabemos que até Jesus foi tentando no deserto quando de seu encontro com satanás que lhe prometeu tantas coisas, inclusive os reinos terrestres com a condição que Jesus o adorasse. Como sabemos ele rejeitou todas as propostas. Os filhos de Deus precisam se precaver das ciladas do satanás. E o homem precavido inventa de tudo, até senhas são criadas para que o nome de Deus seja sempre lembrado, as coisas do mundo estão aí para tentar desviar seus seguidores do Caminho do Senhor.  Tenho um amigo, que me indicou um ótimo programa pra assistir filmes gratuitamente pelo computador, instalei e funciona realmente!  

Depois de alguns dias nos encontramos novamente e ele me perguntou se eu havia realmente instalado o programa. Respondi que sim. O programa era o (megalfilmes), não existe mais, foi tirado do ar, trazia dezenas de canais, inclusive, classificados por categorias; dramas, românticos, aventuras, policial, comedia, etc., e claro, tinha ainda os canais de filmes eróticos para quem curte esse gênero.  
Conversa vai conversa vem ele perguntou se eu tinha colocado senha nesse canal, respondi que não havia necessidade, porque lá em casa não tinha crianças e cada um tem seu computador. Ele disse: - Eu coloquei senha.  Eu quis saber o motivo, se na casa dele também não tem criança. Ele respondeu: - coloquei a senha pra mim! Só que não é uma senha qualquer não, minha senha é a palavra Deus. Porque se eu for tentado entrar no canal, imagino, eu digitando Deus para abrir uma coisa mundana. Ri muito da ideia do meu amigo, foi uma coisa fora do comum. Concordei com ele e disse: melhor ainda se você tivesse colocado "Deus me livre". Eu disse que no meu caso, nunca me atraiu esse gênero de filme.  Sendo assim não havia a necessidade de colocação de nenhuma senha.

Já que estamos em riso veja que bonito essa frase parte de uma mensagem muito bonita que diz assim: “Viva! Bom mesmo é ir a luta com determinação, abraçar a vida com paixão, perder com classe e vencer com ousadia, porque o mundo pertence a quem se atreve e a vida é “muito” boa pra ser insignificante”. A vida pertence a Deus e somente a ele devemos dar honra e gloria.
(a) J Araújo


12 comentários:

  1. Oi Araújo! Seu amigo passou para você o sítio com filmes de todos os gêneros. Quem procura sempre acha alguma coisa, seja ela de qualquer tipo. Mas ele colocou a senha antes ou depois de assistir aos filmes eróticos?
    Mesmo que esses filmes estejam disponíveis, será ético assisti-los sem pagar os devidos direitos? Não confio em um sítios desses e nem o passaria para um irmão.
    Parece que peguei pesado, né? Espero que não se ofenda com minha franqueza, mas é o que penso.
    Quanto a frase, ela é o resumo do que penso e vivo. Só temos uma vida e se ela não for vivida com intensidade, não terá valido a pena!
    Um grande abraço e tenha uma boa Páscoa!
    ResponderExcluir

    Respostas


    1. Não Augusto, não pegou não. Fique a vontade, o importante é sua franqueza como você mesmo disse. O espaço aqui é democrático, fique a vontade.
      Excluir
  2. Já eu sou uma amante dos pornôs, aqui em casa é sem senha mesmo... rsrs

    Beijocas
    ResponderExcluir
  3. J, Araújo foi muito interessante no caso a senha
    Deus é nossa senha...gostei! Amigo e irmão quero te desejar uma feliz Pascoa! o sentido verdadeiro: aquele que nos libertou das trevas para a verdadeira luz, Jesus é a nossa Pascoa! não podemos esquecer. forte abraço, parabéns por sua "revista" de assunto tão importante e úteis a todos nós. A Paz!
    ResponderExcluir
  4. Com uma senha dessas, o maior tesouro da vida, nada mais é necessário!
    Uma Santa e Feliz Páscoa para você e família!
    Abraço, Célia.
    ResponderExcluir
  5. Olá J.Araújo!
    Gostei do post.
    A história da senha com a palavra Deus,
    foi bem inteligente por parte do seu amigo.
    Parece engraçado,mas faz muito sentido,
    nesse mundo cheio de ciladas...
    Um abraço \o/
    ResponderExcluir
  6. Meu querido foi bom demais ler,,,estou eu aqui aos risos ,feliz páscoa meu amigo querido!
    ResponderExcluir
  7. ✫✫¸.•°*”˜˜”*°•.✫

    Boa tarde de segunda feira!!!!

    Muito bom esse texto, e a senha de Deus ´
    até engraçada , mas gostei
    Abraços com carinho
    Bjuss
    Rita!!
    ✫✫¸.•°*”˜˜”*°•.✫
    ResponderExcluir
  8. Boa tarde e bela semana!
    Volto pra comentar a postagem mais a tardinha.

    Bjins
    ResponderExcluir
  9. Hehehe colocar Deus como senha foi ótimo! Kkkk
    Gostei demais da ultima frase!
    Beijos! 
    ResponderExcluir
  10. Oi J. Araújo
    É minha primeira vez por aqui e já estou te seguindo porque gostei do seu blog. Também sou cristã, não sou de baixar nada da internet porque a minha é via rádio, é muito lenta kkkk.
    Bjos.
    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br/

20 de agosto de 2015

>A saga de uma figueira

Imagem/ J Araújo - Antes ao fundo na imagem a direita a mesma reinava absoluta
A morte dela começou a se desenhar quando os homens de negocio começaram a pensar na construção de um grande empreendimento comercial no local onde antes ela reinava absoluta no meio do pasto. Serviu de abrigo para os ninhos de pássaros de várias espécies e de sombra para o gado que descansava em sua sombra. O tempo passou e a saga dessa figueira continuou mas ela não conseguiu resistir ao progresso. Antes rodeada por uma vegetação que servia de proteção para suas raízes um dia se viu cercada de concreto por todos os lados.

Imagem: J Araújo
A respiração começou a ficar cada vez mais difícil porque para melhorar a aparência resolveram cortar centenas de galhos da mesma, mal sabendo que aquilo era o início de uma morte lenta. Hoje os restos mortais da mesma estão deitados no estacionamento do Shopping Center. O urubu sentindo talvez o cheiro do cadáver, logo veio conferir a morte da velha figueira. A morte dela começou a se desenhar quando os homens de negocio começaram a pensar na construção de um grande empreendimento comercial no local onde antes ela reinava absoluta no meio do pasto. Serviu de abrigo para os ninhos de pássaros de várias espécies e de sombra para o gado que descansava em sua sombra.
Imagem: J Araújo

O tempo passou e, ela não conseguiu resistir ao progresso. Antes rodeada por uma vegetação que servia de proteção para suas raízes um dia se viu cercada de concreto por todos os lados. A respiração começou a ficar cada vez mais difícil porque para melhorar a aparência resolveram cortar centenas de galhos da mesma, mal sabendo que aquilo era o início de uma morte lenta.

Hoje os restos mortais da mesma estão deitados no estacionamento do Shopping Center. O urubu sentindo talvez o cheiro do cadáver, logo veio conferir a morte da velha figueira. A morte dela começou a se desenhar quando os homens de negocio começaram a pensar na construção de um grande empreendimento comercial no local onde antes ela reinava absoluta no meio do pasto. Serviu de abrigo para os ninhos de pássaros de várias espécies e de sombra para o gado que descansava em sua sombra.
Imagem: J Araújo

O tempo passou e, ela não conseguiu resistir ao progresso. Antes rodeada por uma vegetação que servia de proteção para suas raízes um dia se viu cercada de concreto por todos os lados. A respiração começou a ficar cada vez mais difícil porque para melhorar a aparência resolveram cortar centenas de galhos da mesma, mal sabendo que aquilo era o início de uma morte lenta. Hoje os restos mortais da mesma estão deitados no estacionamento do Shopping Center. O urubu sentindo talvez o cheiro do cadáver, logo veio conferir a morte da velha figueira. Na data de hoje o Shopping Parque das Bandeiras, na tentativa de justificar o injustificável, cercou o local onde existia a figueira que foi brutalmente 'assassinada' e com um texto de autopromoção tentar convencer todos os que conhecia a figueira.
Imagem/J Araujo
Imagem/-J Araújo


12 de junho de 2015

>Paiol, lugar onde se guarda explosivos; só mesmo quem não conhece as tradições

Imagem: Arquivo pessoal
Simplicidade. Na verdade, isso era um "paiol", ele não existe mais. Explico. Paiol (fotos) em outros estados da federação é o lugar onde se guarda armas e explosivos. Nas repartições militares o nome já nos remetem ao depósito de armas e explosivos.

Mas em minas, principalmente, nas Serras de Minas​, tem outro significado bem mais nobre e menos perigoso. É o local onde se guarda os mantimentos da colheita anual e, mais ainda, as tralhas de uso do homem do campo.


Lá no paiol – nesse paiol a que me refiro, pra quem não sabe você vai encontrar ferramentas, arreios, canga de boi, essa já um pouco esquecida. Trocaram os bois pelo trator na maioria dos lugares. Vai encontrar também cachos de bananas, etc. 
Imagem: Arquivo pessoal

Os paióis que a maioria conhece são aqueles localizados nas pedreiras, alvo constate dos ladrões que tentam de todas as formas se apoderar das bananas de dinamites ali armazenadas para usar como explosivo e sair por aí destruindo caixas eletrônicos pelo Brasil afora e apoderar do dinheiro. Essas  não tem nada a ver com as bananas lá de minas. Afinal, nossas bananas não explodem.

Na parte de baixo do assoalho muitos muitas vezes as galinhas usam para fazer seus ninhos e criar os pintinhos. Veja como o paiol no Estado de Minas Gerais, tem várias utilidades e não é usado como os outros pensam. Muitos acham que é lugar de explosivos.  Só mesmo quem não conhece as tradições do lugar pensam assim.

(a) J Araújo

21 de abril de 2015

>Peixe que é bom, nada!

Imagem: Arquivo pessoal
 Chegou o final de semana com o feriado de 21 de abril, muita gente pegou a estrada em viagens, muitas vezes,  estressantes, cansativas e sujeitando os pedágios com preços absolutamente fora da realidade brasileira, além disso encarando longas filas. Mas o assunto no momento aqui não é esse. Certa hora do dia bateu aquela fome, os peixes não estavam com fome, senão tinham mordido minha isca. Mas tivemos uma vantagem nessa pescaria, ninguém voltou pra casa contando vantagem, os três da família ninguém pegou nenhum peixe. Resultado:(0) zero pra todo mundo, assim ninguém se vangloriou.

Eu, minha esposa e um dos filhos, ao contrário, resolvemos ficar na cidade, pra fugir da rotina, na falta de outras opções, fomos 'enforcar' o feriado de Tiradentes em um Pesqueiro urbano,é uma das coisas que acabou caindo no gosto de muitas gente da cidade, que na falta de rios que outrora tinham peixes, hoje todos poluídos com esgotos de todos os tipos não sobrou outra opção a não ser recorrer aos pesqueiros artificiais onde os peixes por comodidade também são criados para este fim.

As pessoas geralmente, fazem isso para desestressar, da rotina, (não sei se esta é a palavra) do dia a dia das grandes cidades. Chegando no local fomos informados que naquela manhã havia chegado e sido soltos um carregamento de meia tonelada de peixes naqueles lagos. Mesmo assim não tivemos muita sorte, acredito que os peixes deviam estar estressados com tanta gente querendo divertir às suas custas. O engraçado de tudo isso é que do meu lado havia pessoas que a cada cinco minutos pescava um enquanto minha isca era ignorada. Troquei de local várias vezes e o resultado foi sempre o mesmo. Peixe que é bom nada!!

7 de setembro de 2013

>O tempo e as lembranças

O tempo passa e as lembranças da infância ficam em nossa memória e de vez em quando aparece como lampejos de saudade de um tempo que ficou em um passado distante, mas bem perto do coração. Vivíamos sem nenhuma uma tecnologia, não tínhamos radio, se eu quisesse ouvir um ia pra casa do vizinho, não que não pudéssemos comprar, meus pais achava que era coisa de primeira necessidade, mesmo assim éramos felizes. 

Estou expressando no plural, por que não estou referido somente a mim, também aos amigos, na verdade, a maioria deles já partiu. Não tínhamos ilusões, não tínhamos maldade, vivíamos isolados como uma tribo desconhecida no meio de um mar de montanhas e cachoeiras, nosso mundo se resumia a até onde a vista alcançava. Por mais que esforçássemos não acreditávamos na maioria das coisas que ouvíamos através das poucas informações que nos chegavam..  

Somente vendo para acreditar, e como nossa vida era limitada de conhecimentos... isso bastava pra nós! Hoje, infelizmente, vivemos uma realidade totalmente diferente, a violência está batendo na porta, isto é, quando não está dentro de casa. Abrimos os jornais, as revistas, ligamos a TV e lá está o noticiário nos bombardeando com informações sobre violência. Dificilmente temos uma noticia que nos traga alguma coisa de positivo.  A novela que antes tinha sua simplicidade hoje retrata as tendências do momento, homossexualismo, traição, e tudo que a maioria do povo vive na vida real. Você já parou pra pensar nisso?

(a) J Araújo

2 de fevereiro de 2013

>Um País quase perfeito



O Brasil é um país cheio de belezas naturais, um cenário perfeito para um povo que tem tudo para viver feliz. Não temos furacões, não temos vulcões, nem tornados,   temos o Tony Tornado, um excelente cantor com seu vozeirão, esse sim é digno de reconhecimento, claro, está um pouco esquecido como cantor.  Mas esse não é o tema do momento, isso pode ser assunto para outro artigo. Como podemos ver a única coisa ruim que temos mesmo com certeza, e não foi Deus quem fez, é nossos políticos desonestos que só pensa, primeiro em resolver a  vida, muitas vezes legislando em causa própria. Veja meu caro leitor, mais uma vez Renan Cavalheiros, é eleito para presidir o Senado, sai um dinossauro, José Sarney, e entra uma raposa. Afinal estamos no Brasil. Nem tudo é perfeito, somente Deus e seu filho Jesus são a pura perfeição.

O exemplo maior é o nordeste brasileiro, onde se encontra as

1 de janeiro de 2013

>A casa da luz vermelha

Você já ouviu falar na casa da luz vermelha? Nem eu sabia se essa casa um dia existiu de verdade.  O termo luz vermelha sempre existiu, é que antigamente antes da luz elétrica se colocava um lampião com luz vermelha pendurado na porta para indicar que naquela casa funcionava um prostíbulo. Mas na dúvida, achei melhor pesquisar. E não é que existe a letra de uma musica. Se é que podemos chamar isso de musica, na verdade, não ouvi a música, mas pela letra dá pra imaginar a porcaria que deve ser. 


Veja a letra:
Fê Lemos

Ela: Não!...Não!
Ele: Ahn... Ahn... Ahn...ahn...ahn...ahn...
Ele: Mais, mais, mais, mais, mais, mais forte, mais forte...
Ele: Mais forte!
Narrador: A casa...
Ele: Agora você vai ser minha!
Narrador: A casa da luz vermelha
Fica atrás da colina
Curral de negras ovelhas
Que o sol não ilumina
Ela: Eu sou virgem, não!

Continuando a pesquisa deparei com outra música em estilo rock romântica
, bem brega mas gostei, a letra de Celso Blues Boy e Margaret Flâmia gravada em 1992.  

Mas a bebida deixa algumas pessoas alegres, soltas e divertidas. Estávamos em um restaurante para uma confraternização entre amigos e no local onde tinha uma dupla sertaneja cantando as musica da terra, isto é caipira mesmo, e algumas pessoas ali presentes se dirigiam até a dupla e pedia para os mesmos cantar determinadas canções de suas preferências.

A vovó escalou logo o netinho para que se dirigisse até a dupla e pedisse que cantasse ipê florido, na verdade, ela queria ouvir “O ipê e o prisioneiro”, é o que foi entendido de imediato pela dupla. Daí a alguns minutos o pai do garoto pediu pra que ele voltasse lá e pedisse que a dupla cantasse a casa da luz vermelha. O garoto fez o que o pai mandou e voltou imediatamente com a reposta da dupla dizendo que aquela letra eles não conheciam. 

Por mais que os mesmo entendessem de musica não ia mesmo encontrar em nenhum repertório musical, na verdade o pai se esquecendo do titulo da musica, que na verdade seria “Boate azul”, que fez muito sucesso nos anos 90, se não me engano, assim como “fuscão preto” que alguém, depois de tomar umas e outras pode muito bem confundir com baratinha amarela. O engraçado é que o fato ocorreu bem no dia que passou a vigorar com nova redação a famosa lei seca. 
(a)J Araújo

16 de dezembro de 2012

>A velha figueira

Imagem/J Araújo
Essa velha figueira que antes vivia rodeada de muito verde, na verdade, era a única que  destacava no pasto que existia ao seu redor. No local vacas e bois pastavam e, depois de saciar a fome descansavam em sua sombra, mas  nem tudo nessa vida dura para sempre,  um dia, o progresso chegou, onde era pasto ontem hoje é  um grande Shopping Center, antes em sua sombra onde  deitavam vacas, hoje são  os carros que estacionam.

Antes os cipós que abraçavam seus galhos deram lugar aos fios e cabos elétricos. Hoje  a mesma é abraçada por esses fios para que o local a noite possa ser iluminado, antes as marcas que ficavam era dos ruminantes, hoje as marcas que ficam são dos carros possantes que repousam em sua sombra. Fico imaginando, se aquela figueira pudesse se manifestar o que diria de toda essa transformação que fizeram ao seu redor, ainda bem que deixaram a mesma viver mesmo que sufocada em respeito à lei que a protege.

 Hoje, vive solitária, tendo como companhia um monstro de concreto bem a sua frente dia e noite. Os pássaros que alimentavam de seus frutos com a chegada do empreendimento fugiram para outras paragens até que o homem consiga um dia também chegar lá. Enquanto isso a velha figueira continua solitária mesmo que centenas de pessoas passem por ela todos os dias sem ao menos conhecer sua verdadeira historia.  
Compare as duas fotos
Voltei para visitar a velha figueira, moro bem perto, sofreu com a chuva de granizo que castigou a pobre coitada em uma tarde de muito calor. Suas folhas frondosas foram derrubadas e cobriram a sua volta, deixando as pessoa que passavam curiosa, é como se a mesma estivesse despida em pleno estacionamento do shopping.
(a) J Araújo 

7 de dezembro de 2012

>Revolta dos marimbondos

Você já ouviu falar em marimbondo cavalo? “Tidos como inimigos devido as suas ferroadas doloridas e combatidos com fogo e inseticidas, os marimbondos também tem seu lado bom”. São predadores de vários insetos nocivos como cupins, aranhas, formigas, gafanhotos e mosquitos, entre eles o Aedes aegypti  transmissor da dengue.

Então, é bastante útil preserva-los, mas quando a população desse bicho aumenta muito é necessário fazer o controle para que não se torne perigosa à convivência  Ao contrario das abelhas, não deixam o ferrão no lugar da picada. Os efeitos locais e sistêmicos do veneno são semelhantes aos das abelhas, porém menos intensos, e podem necessitar esquemas terapêuticos idênticos".

Assim como as pessoas, os seres vivos também têm seu dia de revolta e os marimbondos não são diferentes.  Quando incomodados ‘vira o bicho’ e atacam ao se sentirem ameaçados. Uma amiga nossa, de trabalho, resolveu fazer uma incursão, eu disse incursão e não excursão, para inspecionar um vazamento de água que existia no terreno onde existem várias repartições públicas, e os encanamentos externos está em péssimas condições.

Ao passar em baixo de um pé de goiaba foi repreendida energicamente pela colônia de marimbondo que resolveram construir a casa naquela arvore. Inclusive, esse tipo de marimbondo gosta muito dessa fruta quando madura.  Ao saber da história, contada pela própria vitima, e do jeito que era contada, não sabia se dizia: que pena! 


Ou se dava risada, acabei fazendo as duas coisas. Quando mostrou a quantidade de picadas que havia levado, juro que no momento fiquei com dó. O braço esquerdo da mesma estava com manchas vermelhas enormes devido às picadas que havia levado.


Em relação ao ser humano, os marimbondos, as abelhas e outros tantos insetos são seres minúsculos, porém, isso não significa que esses insetos vão se intimidar com o tamanho das pessoas, muitas vezes não, sempre que alguém cruza seu caminho, os bichinhos as colocam pra correr, e olha se não te ‘mandar’ para um hospital.


Ela disse que estava caminhando entre as arvores e de repente, sem perceber, esbarrou em uma casa de marimbondos que não deixaram barato a tal invasão e, partiram para o ataque. E nessa conversa despretensiosa soube mais, não era um marimbondo qualquer não, era o famoso “marimbondo cavalo”, uma espécie que não tem muitos em sua moradia, mas sua picada é bastante dolorida.


O que me chamou a atenção, como eu disse no inicio do texto é o tamanho das machas vermelhas na pele, se não fosse marcas do ferrão deixadas, eu diria que está mais pra coice de burro do que picada de marimbondo cavalo. Mas como ela é uma excelente pessoa estou com pena ‘da chefe’.

(a) J Araújo

5 de outubro de 2012

>Eu, o tempo e a saudade

Imagem J Araújo
Não quero ficar somente lamentando o tempo perdido. Estou cada dia procurando o caminho que me leva a Deus. Elevando meus pensamentos, tenho saudade da infância, das brincadeiras, da inocência que tinha quando criança. O tempo passa mas não esquecemos o que todos nós fomos um dia . Mas tudo isso já ficou  em um passado muito distante, porém tenho vivo na memoria o passado de ontem como se fosse hoje.  Rebuscando lá no fundo do baú  a gente sente que tudo foi realidade revestida de sonhos.

A saudade é como uma ferida mal cicatrizada, de vez em quando ainda dói ,uma  noite essa tal saudade sem aviso,  silenciosa bateu em minha porta onde o vento zumbia como anunciando um outro dia tristonho, recebi a saudade e ficamos relembrando os momentos mais importantes da minha vida que passava como em um filme produzido em preto e branco. Cenas arquivadas  deixou meu coração palpitando  alegremente em alguns momentos.

Para minha surpresa, hoje, meu coração dizia que a saudade é também parte dos sentimentos que nos conduz aos lugares  ou pessoas que um dia já fizeram parte da nossa jornada. Espero com ansiedade a chegada de uma nova primavera onde as flores com seus coloridos que enfeitam os caminhos por onde passo, sem no deixar de ter saudade.

Quando chega a primavera liberto-me das noites frias do inverno que chega ao fim. Prometendo retornar no próximo ano. Minha saudade no entanto não tem tempo certo de voltar, a qualquer momento pode bater a porta do meu coração que insiste em deixa-la entrar. A saudade tem a chave e sabe como ninguém penetrar nas entranhas da alma produzindo a sensação de que tudo não passa de miragem, com isso, não quero  ignorar o passado,  mas   deliciar cada minuto do  presente mesmo com saudade.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...