.


Mostrando postagens com marcador Bíblia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Bíblia. Mostrar todas as postagens

27 de janeiro de 2017

>Pois então virá o fim

Imagem: IGC

O mundo religioso nunca esteve tão em evidencia como nos últimos anos. Cada um fazendo de acordo com a sua vontade, se esquecendo de que a nossa vontade não deve ser levada em conta, mas vontade de Deus que deve prevalecer. Ou pelo menos é assim devia ser. Todos dizem estar servindo a Deus. Mas será que podemos servir ao mesmo Deus de maneiras tão diferentes? Jesus veio ao mundo, sofreu sem reclamar, fez a vontade do Pai, morreu na cruz por causa dos nossos pecados e precisamos atentos com os ensinamentos que eLe estava introduzindo para que continuássemos seguindo o seu exemplo. “Façam tudo o que eLe lhes mandar". João 2:5

Quando falamos em religiosos o que primeiro vem em nossa mente é o centurião Cornélio (você pode conferir esta história em atos 10:1-48), que era um homem religioso, dava esmolas e orava a Deus constantemente. Deus ouviu as orações de Cornélio, tanto é verdade que apareceu, para ele, um anjo do Senhor que lhe orientou o que devia feito para ficar de acordo com os ensinamentos que Jesus havia deixado.

Tem aqueles que defendem o batismo realizado nas denominações em que congrega, basta erguer a mão e dizer que aceita Jesus, que a partir daquele momento já faz parte daquela congregação. Outros ensinam que tanto faz, todos os modelos de batismo estão certos, o que importa é a intenção. Acham que o importante é ser batizado, não importa de que maneira, se o batismo bíblico ou não. Eles até usam a bíblia como referencia, dizendo que naquele tempo, talvez não se usasse água em todos os batismos. Porém se esquecendo de que o batismo de Jesus foi realizado por João batista, e foi por imersão.

"Então Jesus veio da Galileia ao Jordão para ser batizado por João. João, porém, tentou impedi-lo, dizendo: Eu preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim? Respondeu Jesus: Deixe assim por enquanto; convém que assim façamos, para cumprir toda a justiça. E João concordou. Assim que Jesus foi batizado, saiu da água. Naquele momento os céus se abriram, e ele viu o Espírito de Deus descendo como pomba e pousando sobre ele”. Mateus 3:14-16

Como podemos ver Jesus foi batizado por imersão para deixar o exemplo para nós. Então não precisam duvidas aqueles que defendem todo tipo de batismos. Temos várias passagens bíblicas que nos ensinam. Se todos dizem está servindo ao mesmo Deus precisam estar de acordo os ensinamentos de Cristo, devem ser muitos membros, porém, parte de um mesmo corpo onde Jesus é cabeça. O apostolo Paulo escreve a igreja em Corintos; “Ora, vocês são o corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo”. 1 Coríntios 12:27.

Não tem como membros de um mesmo corpo guiado por uma cabeça que tem uma mão fazendo que a cabeça não concorde. Alguma coisa está errada não é com os ensinamentos daquele que é o cabeça da igreja. O mais provável é que tem pessoas dizendo serem membros de um corpo, mas esse corpo não é o corpo de Cristo.

Isso nos lembra na época dos juízes no Velho Testamento, em que o povo vivia da maneira que melhor lhe conviesse. Era um povo desobediente, que fazia tudo que desagradava a Deus. Parece que a historia se repete. Assim diz a palavra do Senhor: “Naquela época não havia rei em Israel; cada um fazia o que lhe parecia certo”. Juízes 17:6. Vamos continuar fazendo o que Jesus nos ensinou e aguardar sua volta que é a esperança daqueles que espera no Senhor. Pois então virá o fim, quando ele entregar o Reino a Deus, o Pai, depois de ter destruído todo domínio, autoridade e poder”. 1 Coríntios 15:24 Sobre o batismo veja o vídeo-aula com Dennis Allan, aqui. (a) J Araújo

20 de janeiro de 2017

No bico do corvo

Imagem: web
Você já deve ter ouvido muitas vezes que o fulano está no bico do corvo. Geralmente esta expressão é muita usada quando a pessoa está passando por um momento de dificuldade ou mesmo quase na hora da morte. Na Bíblia, mais precisamente no livro de Primeira Reis no capitulo 17:4-6, encontramos o relato de uma grande seca enviada por DEUS sobre uma determinada nação, de forma que como consequência, ocorreu uma grande fome naquela terra. Naquele tempo, vivia naquela região um profeta de nome Elias. Este, durante algum tempo, foi alimentado pelos corvos. Pode parecer incrível, mas lendo os versículos 4 a 6 do capítulo citado, descobrimos duas coisas interessantes:

Diz que o profeta beberia água de riacho e que o Senhor havia dado ordem aos corvos para lhe trazer pão e carne de manhã para ele comer e a tarde ele beberia água do riacho próximo de onde estava escondido. Imagina o espanto pra nós humanos sabendo que o corvo é uma ave carnívora e foi exatamente essa ave escolhida por Deus para realizar tal tarefa, em nossa mente humana realmente não encaixa.

Portanto, a despeito do que “naturalmente” seria o hábito alimentar de tal ave, o Criador pode mudar hábitos e até mesmo a natureza daquilo que eLe mesmo criou. Dessa forma, pôde usar os corvos para levarem até Elias – que era alguém que buscava fazer a vontade de DEUS – uma alimentação saudável, num período em que à sua volta a região padecia fome.

Naquela época, no bico do corvo havia alimento saudável para alguém justo e honesto diante de DEUS. E hoje não é diferente! O Deus de ontem é o mesmo Deus hoje e sempre. Apesar da imagem negativa que muitos têm do corvo, talvez até algum preconceito com relação ao nome desse veículo de comunicação. 

O corvo se tornou um meio de comunicação do profeta Elias – no bico do corvo, há que se ter a certeza de que pode estar o “alimento” a notícia, a reportagem, o artigo que sua alma sua mente, seu espirito necessita. Quem sabe você não está numa certa posição ou atitude, simplesmente porque está buscando alimento ou conhecimento em fontes secas? Lembre-se, no bico do corvo pode estar aquilo que você precisa!

Se você gostou da mensagem, compartilhe em suas redes sociais.
(a) J Araújo


23 de dezembro de 2016

Não seria nada mal comprar um peru

Conta-se esta história. Há muitos anos, em uma véspera de ano novo,um homem muito rico que não tinha mulher, filhos, nem qualquer outro familiar, decidiu presentear todos os empregados de sua mansão. Na hora do jantar, ele chamou os funcionários e pediu para que eles se assentassem à mesa.

À frente de cada um havia uma Bíblia e uma pequena quantidade em dinheiro. Depois que todos se acomodaram, o homem perguntou: - O que vocês preferem receber de presente: esta Bíblia ou este valor em dinheiro? Não fiquem tímidos, vocês podem escolher o que quiserem.

O primeiro empregado a se manifestar foi o zelador: - Senhor, eu gostaria muito de receber a Bíblia, mas como não aprendi a ler, o dinheiro será mais útil para mim. O jardineiro foi o segundo a falar: - Senhor, minha esposa está muito doente, e por esta razão eu tenho mais necessidade do dinheiro. 

Caso contrário, escolheria a Bíblia, com certeza!  A terceira foi a cozinheira:- Senhor, eu sei ler. Para falar a verdade, é uma das coisas que mais gosto de fazer. Porém, eu trabalho tanto que nunca consigo arranjar tempo nem para folhear uma revista, quanto mais ler a Bíblia. Por isso, vou aceitar o dinheiro.

Por fim, chegou a vez do menino que cuidava dos animais da mansão. Como o senhor sabia que a família do garoto era muito pobre, ele se adiantou:- É claro que você vai pegar o dinheiro, não é mesmo, rapaz? Você pode comprar alimentos para fazer uma boa ceia em sua casa, além de comprar uns sapatos novos.

O menino, então, surpreendeu a todos com a sua resposta:- Não seria nada mal comprar um peru e outras comidas saborosas para dividir com meus pais e meus irmãos. Eu também preciso de um par de sapatos novos, já que os meus estão muito velhos. Mas, mesmo assim, vou escolher a Bíblia. Sempre quis ter uma. 

Minha mãe me ensinou que a Palavra de Deus vale mais do que o ouro e é mais saborosa que um favo de mel. Ao receber a Bíblia, o menino imediatamente a folheou e encontrou dentro dela dois envelopes. No primeiro, havia um cheque com valor 10 vezes maior do que o dinheiro deixado pelo senhor em cima da mesa.

Já no segundo, havia um documento que fazia daquele que escolheu a Bíblia, o herdeiro de toda a fortuna do homem rico! Diante da emoção do garoto e do espanto dos outros empregados, o senhor abriu uma das Bíblias e leu em voz alta para que todos ouvissem: A lei do Senhor é perfeita, e revigora a alma. Os testemunhos do Senhor são dignos de confiança, e tornam sábios os inexperientes. 

Os preceitos do Senhor são justos, e dão alegria ao coração. Os mandamentos do Senhor são límpidos, e trazem luz aos olhos. O temor do Senhor é pura e dura para sempre. As ordenanças do Senhor são verdadeiras, são todas elas justas. “São mais desejáveis do que o ouro, do que muito ouro puro; são mais doces do que o mel, do que as gotas do favo” (Salmos 19: 7-10). Que Deus nos dê sabedoria e nos ajude a fazer escolhas certas.

Deus Abençoe a todos! 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...