.


27 de janeiro de 2017

>Pois então virá o fim

Imagem: IGC

O mundo religioso nunca esteve tão em evidencia como nos últimos anos. Cada um fazendo de acordo com a sua vontade, se esquecendo de que a nossa vontade não deve ser levada em conta, mas vontade de Deus que deve prevalecer. Ou pelo menos é assim devia ser. Todos dizem estar servindo a Deus. Mas será que podemos servir ao mesmo Deus de maneiras tão diferentes? Jesus veio ao mundo, sofreu sem reclamar, fez a vontade do Pai, morreu na cruz por causa dos nossos pecados e precisamos atentos com os ensinamentos que eLe estava introduzindo para que continuássemos seguindo o seu exemplo. “Façam tudo o que eLe lhes mandar". João 2:5

Quando falamos em religiosos o que primeiro vem em nossa mente é o centurião Cornélio (você pode conferir esta história em atos 10:1-48), que era um homem religioso, dava esmolas e orava a Deus constantemente. Deus ouviu as orações de Cornélio, tanto é verdade que apareceu, para ele, um anjo do Senhor que lhe orientou o que devia feito para ficar de acordo com os ensinamentos que Jesus havia deixado.

Tem aqueles que defendem o batismo realizado nas denominações em que congrega, basta erguer a mão e dizer que aceita Jesus, que a partir daquele momento já faz parte daquela congregação. Outros ensinam que tanto faz, todos os modelos de batismo estão certos, o que importa é a intenção. Acham que o importante é ser batizado, não importa de que maneira, se o batismo bíblico ou não. Eles até usam a bíblia como referencia, dizendo que naquele tempo, talvez não se usasse água em todos os batismos. Porém se esquecendo de que o batismo de Jesus foi realizado por João batista, e foi por imersão.

"Então Jesus veio da Galileia ao Jordão para ser batizado por João. João, porém, tentou impedi-lo, dizendo: Eu preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim? Respondeu Jesus: Deixe assim por enquanto; convém que assim façamos, para cumprir toda a justiça. E João concordou. Assim que Jesus foi batizado, saiu da água. Naquele momento os céus se abriram, e ele viu o Espírito de Deus descendo como pomba e pousando sobre ele”. Mateus 3:14-16

Como podemos ver Jesus foi batizado por imersão para deixar o exemplo para nós. Então não precisam duvidas aqueles que defendem todo tipo de batismos. Temos várias passagens bíblicas que nos ensinam. Se todos dizem está servindo ao mesmo Deus precisam estar de acordo os ensinamentos de Cristo, devem ser muitos membros, porém, parte de um mesmo corpo onde Jesus é cabeça. O apostolo Paulo escreve a igreja em Corintos; “Ora, vocês são o corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo”. 1 Coríntios 12:27.

Não tem como membros de um mesmo corpo guiado por uma cabeça que tem uma mão fazendo que a cabeça não concorde. Alguma coisa está errada não é com os ensinamentos daquele que é o cabeça da igreja. O mais provável é que tem pessoas dizendo serem membros de um corpo, mas esse corpo não é o corpo de Cristo.

Isso nos lembra na época dos juízes no Velho Testamento, em que o povo vivia da maneira que melhor lhe conviesse. Era um povo desobediente, que fazia tudo que desagradava a Deus. Parece que a historia se repete. Assim diz a palavra do Senhor: “Naquela época não havia rei em Israel; cada um fazia o que lhe parecia certo”. Juízes 17:6. Vamos continuar fazendo o que Jesus nos ensinou e aguardar sua volta que é a esperança daqueles que espera no Senhor. Pois então virá o fim, quando ele entregar o Reino a Deus, o Pai, depois de ter destruído todo domínio, autoridade e poder”. 1 Coríntios 15:24 Sobre o batismo veja o vídeo-aula com Dennis Allan, aqui. (a) J Araújo

3 comentários:

  1. Confesso não ser uma católica muito praticante... tenho a minha fé... talvez não exactamente dentro dos parâmetros esperados... pelo que não ligo muito aos formalismos da fé cristã... mas por acaso até sou baptizada...
    Como acredito que Deus está em toda a parte... e não necessariamente mais presente nos lugares de culto da sua fé... acredito que ele preste mais atenção nas nossas acções do que no cumprimento de todos os preceitos.
    Raras vezes vou à missa, por exemplo... mas das poucas vezes que vou... nunca me canso de admirar algumas pessoas, que cumprindo todos os formalismos a preceito dentro da igreja... após o fim de uma missa esquecem tudo... e assim que põem um pé fora da igreja... começam a dizer mal do próximo, a invejar ou a criticar alguém logo a seguir... acredito que muitos pratiquem todos os formalismos por devoção e convicção... mas muitos mais os praticam, apenas porque sim... porque parece e fica bem...
    Pela minha parte... desde que se pratique o bem... acho que Deus não se importará que não se cumpram alguns formalismos mais rigorosos...
    Aliás... confesso que questiono muitas coisas na Bíblia... até porque há muitas versões... e versões que foram escondidas pela própria Igreja... existem... mas estão escondidos, os Evangelhos segundo Judas... e os Evangelhos segundo Maria Madalena, por exemplo... guardados a 7 chaves... e o que consta... quem os estudou... é que estes se aproximariam muito mais da verdade... que a Igreja não divulga... As mulheres não teriam um papel tão nulo, e renegado em termos das suas funções na sociedade da altura... e Judas terá sido a personagem ideal para simbolizar o mal e a traição... sem que necessariamente o tivesse sido, conforme a igreja nos faz crer...
    Conclusão: Acredito em Deus... mas não no Deus que os homens na altura criaram... para manobrar as massas de crentes... conforme lhes foi conveniente...
    Aprecio imenso temas religiosos... mas o meu Deus... talvez seja um bocadinho diferente... do convencional... aos meus olhos, claro!
    Um grande abraço, J.Araújo!
    Continuação de uma boa semana!
    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, obrigado pelo excelente comentário, sei que o tema não é fácil. E muitos não concordam mesmo com tudo que está escrito na bíblia, mesmo se dizendo acreditar em Deus. Mas a própria Palavra de Deus que é a bíblia diz: "Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra”. (2 Timóteo 3:16,17)
      Também concordo com você que realmente tem muita gente torcendo a Palavra de Deus para manobrar as massas. Com certeza tem. E o Apóstolo Pedro toca nesse assunto quando se refere às cartas do Apóstolo Paulo. "Ele escreve da mesma forma em todas as suas cartas, falando nelas destes assuntos”.
      Suas cartas contêm algumas coisas difíceis de entender, as quais os ignorantes e instáveis torcem, como também o fazem com as demais Escrituras, para a própria destruição deles (2 Pedro 3:16). Poderíamos aqui discorrer sobre vários ensinamentos bíblicos, mas esse não é o caso. Tem uma passagem que acho muito interessante que está em deuteronômio que diz assim: “As coisas encobertas, (ou não reveladas) pertencem ao Senhor, ao nosso Deus, mas as reveladas pertencem a nós e aos nossos filhos para sempre, para que sigamos todas as palavras desta lei.
      Deuteronômio 29:29. Para encerrar: “Ao contrário de muitos, não negociamos a palavra de Deus visando lucro; antes, em Cristo falamos diante de Deus com sinceridade, como homens enviados por Deus.2 Coríntios 2:17.

      Excluir
  2. Religião e política, sempre serão grandes forças mobilizadoras de agregação, ou desunião das sociedades humanas... e por isso alvo de um sem fim de interpretações diferentes... por isso sempre considero estes temas, super interessantes e apaixonantes... pois são transversais a todas as épocas e formas de sociedade... é sempre um prazer imenso, ter conhecimentos de abordagens e pontos de vistas distintos... pois só nos enriquece a todos...
    Um grande abraço, J.Araújo!
    Ana

    ResponderExcluir

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog.

Este espaço presa pelo respeito às diversidades, porém, se mantém o direito de não publicar opiniões que venham a ofender a honra de qualquer pessoa.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O blog, Serra de Minas, poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...