.


Mostrando postagens com marcador Leis. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Leis. Mostrar todas as postagens

13 de janeiro de 2017

Você se sente seguro ao usar caixas eletrônicos

O crime organizado está cada vez mais organizado. As novas tecnologias existentes não inibem as quadrilhas de buscar, também novas tecnologias a favor do crime.

Já em 2011, a polícia Civil de São Paulo estourou um laboratório especializado em construir caixas eletrônicos adulterados na região da Água Fria, na zona norte da capital paulista. Segundo o Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), os equipamentos eram instalados nos locais de autoatendimento de agências bancárias e permitiam capturar informações completas dos cartões dos clientes. Na época duas pessoas foram presas na ação.

Como podemos ver a seguir isso ocorreu a 5 anos e parece que nada mudou de lá pra cá. As quadrilhas continuam usando, além da tecnologia a serviço do crime organizado, como também a técnica, essa mais violenta que o estouro dos caixas eletrônicos em busca de dinheiro.

Além disso, temos ainda, os roubos em empresas transportadoras de valores que leva pânico a população dos bairros onde essas empresas estão localizadas em alguns casos causando mortes, não somente de agentes de segurança, mas também de civis inocentes.


O país vive momentos de grandes desafios para o governo propor medidas mais duras de combate à criminalidade, armando melhor sua polícia, mas não somente isso, endurecendo a aplicação da lei para acabar sensação de impunidade. Os marginais continua inovando a cada dia para levar vantagem. E usam equipamentos tão sofisticados que fica quase impossível saber se o equipamento que você está usando é verdadeiro ou falso.
Veja o vídeo abaixo
video

(a) J Araújo

4 de novembro de 2016

>Os vândalos andam a solta

Arquivo pessoal
Nós sabemos que os pichadores estão em todos os lugares. Eles não perdoam nada, por onde quer que se olhe encontramos suas marcas. São como porcos, que me desculpem os porcos, pois eles pelo menos já nasceram porcos. E os pichadores não!

Porém, por onde eles passam vemos suas fuçadas e não nasceram porcos. Um exemplo disso é este prédio, uma construção em área pública; faz parte de uma praça de esporte, campo de futebol, em uma região carente da cidade. Ao que tudo indica deve ser banheiros e vestiários para uso comum.

Mas, dá uma olhada a situação em que se encontra o imóvel, todo pichado por vândalos, que devem ter na cabeça o mesmo que tem o camarão. Isso é inaceitável, os estragos causados por esses indivíduos nos deixam a pensar que tipo de pessoa é capaz de fazer uma coisa dessas?

Para resolver o problema o poder público vai ter de gastar dinheiro que poderia ser utilizado para outras finalidades. Falta educação para esse tipo de pessoa, não a educação que você pode estar imaginando. Uma escola onde esses indivíduos, com certeza já sentaram em um banco escolar, mas a educação de berço que nenhuma escola pode ensinar. Essa educação vem dos pais desde que somos muito pequenos. Pois tem um ditado que diz: "Educação e respeito não se adquire em nenhuma universidade”.

Em Campinas, SP, o município se armou da Lei 15.111  para combater essa praga, porém até agora não vi resultado prático na execução da mesma, que diz em seu artigo 1º, “Fica instituída a pena de multa para quem for flagrado causando dano ao patrimônio público ou particular”. Não adianta leis, se não houver a efetiva fiscalização e aplicação das mesmas; se tem e não é aplicada fica caracterizada a impunidade.
(a) J Araújo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...