.


21 de agosto de 2012

>Frango com Ora-Pro-Nobis

Tem um ditado popular, e até uma canção, que diz que “Oi Minas Gerais, quem te conhece não te esquece jamais, oi minas gerais...”. Acredito que pode ser estendido também para a culinária que é rica em sabores, daqueles de "dar água na boca" de quem olha. Não se espante com a colocação, já está provado pela ciência, primeiro, "comemos" com os olhos depois provamos o tempero.

Tem pratos, que é "endêmico", vamos dizer assim, só existe em Minas Gerais, e um deles, Ora-Pro-Nobis, ou labobó, como também é conhecido, como são desconhecidos para a maioria dos outros estados.  Nas 'minas gerais' é um prato típico, bem caipira mesmo.

Vou deixar de fazer rodeio e logo contando. Eu, como um típico caipira mineiro, deparei aqui na cidade com um pé não, achei logo uma cerca viva dessa iguaria, (ela é ótima para esse fim, suas hastes são espinhentas) e fui logo fazendo uma boa colheita.

Fotos: J Araújo
Mas, sabe por que ele existe aonde eu colhi! O bairro, na verdade, mais parece uma colônia de mineiros, aí está a explicação pela existência do mesmo. Quando cheguei em minha casa, preparei o típico prato no jantar do ultimo sábado, para matar saudade da terrinha e claro, deliciar o sabor de minas mesmo longe.

Labobó, ou Ora-pro-nobis. Em bom latim quer dizer: “orai por nós”. A expressão acabou dando nome ao vegetal também chamado “carne do pobre”, por seu alto teor de proteína. 

Conta-se uma que o nome surgiu quando catadores invadiram o quintal nos fundos de uma igreja à noite enquanto o padre rezava a missa e dizia: em latim, ora-pro-nobis! E os fieis repetiam.

Enquanto isso, os invasores faziam a festa em busca da iguaria. Há dez anos existe o  "Festival de Ora-pro-Nobis", na cidade de Sabará-MG, na região metropolitana de Belo Horizonte que atrai centenas de turistas. Veja abaixo o resultado de minha aventura na cozinha. O acompanhamento foi arroz, feijão e o famoso angu mineiro.
                                               Receita

1 Quilo de cocha e sobre-cocha cortados e temperados ( preferencia frango caipira)
1/4 de xícara de azeite
1 Tablete de caldo de galinha(preferencia caipira)
2 Dentes de alho picados em pedaços
2 Cebolas cortadas em pedaços pequenos
Suco de 1/2 limão pequeno para tirar a baba
Alguma pitadas de molho inglês
Sal a gosto



                         Também pode substituir o frango pela costelinha suína.
                                                         Modo de preparo

  • Junte em uma panela, o suco de 1/2 limão e os pedaços de frango
  • Mexa em fogo médio até que o frango comece a dourar (opcional)
  • Acrescente os dentes de alho picados e mexa por alguns minutos
  • Apos dourar levemente (opcional) os pedaços de frango, retire o excesso de gordura da panela
  • Acrescente as cebolas, misturando os pedaços de frango
  • Junte algumas pitadas de molho inglês e o caldo de galinha e 1 xícara de água quente
  • Acrescente água quente, aos poucos, em pequenas quantidades, até que o frango cozinhe (assim o caldo ficará mais grosso e saboroso)
  • Prove o caldo e acrescente sal, caso julgue necessário
  • Após o frango cozido, espalhe as folha de ora-pro nobis por cima do frango, sem mexer ou misturar, de maneira, a cobrir o caldo de folhas. (Pode também ser picada ou rasgada como couve)
  • Tampe bem a panela e deixe cozinhar em fogo baixo por mais ou menos 10 minutos
  • Sirva com arroz branco, feijão e angu 
  • Bom apetite!

(a) J Araújo

PageRank

6 comentários:

  1. A história parece ser interessante mas aquilo que eu queria mesmo era saber a receita desse prato.
    Fiquei sem saber se é carne ou peixe ou se tem outros nutrientes...

    ResponderExcluir
  2. Puxa, não conhecia!Deve ser bom mesmo!!abraços,chica

    ResponderExcluir
  3. Agora me deu agua na boca amigo.Que saudade dele.Aqui não se vê.
    Receita perfeita.
    Com um prato deste tem que cair uma pinguinha das boa.kkk
    Um abração.

    ResponderExcluir
  4. Boa noite Araujo,

    Essa receita é muito boa, mas voce esqueceu de mencionar que o limão é para tirar a baba das folhas.

    Pode variar a receita: Após deixar o frango limpo repousando na vinha d!alhos por uma hora, temperar com "Meu frango assado" sabor limão e ervas, da Knorr. É uma delicia.

    Daí voce assa o frango dentro do saco de papel celofane que vem com o tempero.

    Isso pronto, prepara o "ora por nobis" picada grossa e coloca sobre o frango com batatas para servir com arroz, feijão mineiro, e angu.

    Quem não gosta de frango,pode fazer o mesmo processo com peixe, ou carne seca.

    Voce é "Dez" cozinhando, não esqueço que fiquei doente e voce preparou tantas vezes meu abençoado prato de comida. Obrigada.

    bj sonia.

    ResponderExcluir
  5. Olá J. Araújo, bacana a postagem. Interessante a história sobre o nome da planta.

    Abraços e paz.

    ResponderExcluir
  6. Oi J. Araújo! Interessante o post. Sou vegetariano, mas me interessaei pela planta 'Ora pro nobis' e queria saber qual o seu sabor. Há outras aplicações para ela? Saladas ou cozidas? Um abraço!

    ResponderExcluir

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog.

Este espaço presa pelo respeito às diversidades, porém, se mantém o direito de não publicar opiniões que venham a ofender a honra de qualquer pessoa.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O blog, Serra de Minas, poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...