.


9 de junho de 2017

Presidente da República tenta se explicar e complica ainda mais

                                                  Ueslei Marcelino/Reuters


O Brasil está passando por uma grave crise política e econômica. A maioria dos homens que governam o país está cada vez mais envolvida em algum tipo de envolvimento, alguns, mesmo que legal perante a lei não é legal no sentido moral.

A esperança do povo brasileiro está cada dia se esvaindo. Quando são confrontados com as provas que os incriminam sempre encontra uma maneira de tentar explicar o inexplicável.

A autoridade máxima do país, o Presidente da República em exercício, Michel Temer, tentou explicar as viagens realizadas, com sua família, em jato particular do empresário Joesley Batista, aquele mesmo que gravou as conversas com o presidente altas horas da noite no Palácio Jaburu, residência oficial. O presidente da república, Michel Temer, tenta se explicar e ao que tudo indica se complica cada vez mais. Assim fica difícil o povo brasileiro ter confiança, se é que um dia teve.

O  presidente chegou a chamar Joesley  de "falastrão". Se conhecia o empresário e sabia que era falastrão, porque então receber o mesmo fora do horário de expediente, sem agendamento oficial, ainda por cima para uma conversa que somente amigos muito chegados ou alguém que tem algo a esconder faria. O que para um presidente da República não pega bem.


Quando perguntado disse não ter viajado no avião do empresário, mas sim em avião da FAB, (Força Aérea Brasileira) quando surgiu o documento diário de bordo onde constava o nome da família Temer, o Palácio do Planalto tentou explicar dizendo que o presidente tinha viajado mas não sabia que o avião pertencia ao empresário.

A mentira não durou muito tempo. Quando a notícia do uso do jatinho veio a tona, Temer negou mas, um dia depois, admitiu ter usado um jato particular na viagem em questão

Como é difícil acreditar nesses políticos, quando tentamos ficamos cada vez mais decepcionados. Para o brasileiro comum é difícil viajar mesmo em ônibus, imagina em aeronave particular, e olha que nem ao menos o presidente quis saber de quem era o avião. Conta outra que essa não cola!


Chegamos ao ponto de não ter em quem confiar a não ser em Deus. O resto parece que está perdido. Vamos pedir sabedoria para suportar as adversidades que estão aí e vai aparecer mais, com certeza, diante do quadro em que estamos vivendo.


(a) J Araújo

Um comentário:

  1. Devia era demitir-se... e marcar eleições...
    Está a deixar o seu país numa situação mais do que embaraçosa... melhor do que ele... só Trump... fazendo asneira todo o santo dia... sendo notícia todos os dias... sempre por motivos nada abonatórios a seu favor...
    Um grande abraço! Bom domingo!
    Ana

    ResponderExcluir

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog.

Este espaço presa pelo respeito às diversidades, porém, se mantém o direito de não publicar opiniões que venham a ofender a honra de qualquer pessoa.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O blog, Serra de Minas, poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...