.


4 de agosto de 2021

"O Brasil tem 8,5 milhões de quilômetros quadrados e não apenas um pedacinho dentro do DF"

Opinião

Print

Opinião 
Por J Araújo

Em suas conversas diárias com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, nessa terça-feira, (3) o presidente disse estar disposto a participar de concentração na avenida Paulista e voltou a citar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

No embate entre o presidente e o STF, (Supremo Tribunal Federal) sai arranhada é a nossa frágil democracia. A maioria dos ministros daquela corte são contrários ao voto aditável defendido pelo presidente da República com apoio de grande parte da população brasileira, que no último domingo, (01/08) tomou as ruas das capitais e várias cidades brasileiras em defesa do voto impresso aditável.

Temos no Brasil um dos sistemas mais rápido de apuração, porém não é rapidez que importa, o que importa mesmo é saber que o sistema não deixa margem de desconfiança. O que causa ainda mais desconfiança no sistema é o próprio TSE que coordena as eleições ser contra ao voto impresso aditável, ao ponto do ministro Barroso, hoje exercendo o cargo de presidente procurar presidentes de partidos políticos para convencê-los a mudar suas opiniões a respeito de suas bancadas no Congresso Nacional. 

Enquanto isso, este mesmo ministro pede ao ministro Alexandre de Moraes, para incluir o presidente da República no inquérito das fakes news, atropelando o processo legal, que no caso seria o MPF, (Ministério Público Federal) por meio da PGR, ( Procuradoria Geral da República) o caminho a ser seguido de acordo com o devido processo legal.  Em um verdadeiro estado democrático de direito isso não estaria acontecendo. A corda está por um fio para arrebentar de vez. Estejamos preparados e qualquer que seja o desfecho não seja surpresa porque vários recados foram e estão sendo dados. "Quem tem ouvidos ouçam!"

Na manhã da última terça-feira, o presidente deu o recado que não aceitará que o ministro Barroso continue desrespeitando a CF, (Constituição Federal) e disse: se a população assim decidir será dado um ultimato ao ministro que já deixou claro que não aceita o voto impresso aditável.  Torcemos para que o ministro possa rever sua posição e aceitar a vontade popular demonstrada nas manifestações que tem ocorrido por todo o Brasil. 

A grande mídia não mostrou e não vai mostrar. O que o povo já percebeu que não foi atoa que o próprio STF anulou todos os processos criminais que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, respondia tornando o elegível, para colocar mesmo de volta ocupando o Palácio do Planalto, com as urnas eletrônicas e voto impresso aditável é quase impossível isso acontecer. 

Segunda-feira, em seu encontro diário com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada o presidente deu um duro recado. ..."último recado para aqueles que ousam açoitar a democracia. Repito, o último recado, para que eles entendam o que está acontecendo e passem a ouvir o povo, passem entender que o Brasil tem 8,5 milhões de quilômetros quadrados e não apenas um pedacinho dentro do DF, eu estarei lá. "

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog.

Este espaço presa pelo respeito às diversidades, porém, se mantém o direito de não publicar opiniões que venham a ofender a honra de qualquer pessoa.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O blog, Serra de Minas, poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...